2014 um pouco de Josy

“Hoje em dia os homens querem que a mulher faça tudo. Eles querem até que ela tome a iniciativa.”

“Quero um cara corajoso. Um cara corajoso sabe o que quer. Ele corre atrás. Um cara corajoso se arrisca. Um cara corajoso não se sente menor por não ser correspondido. Não se ressente. Um cara corajoso tem paciência, não desiste na primeira derrota. Um cara corajoso é seguro, tranquilo, bem-humorado.”

“O dinheiro não é o meu dono, mas pelo jeito é o dele.”

“Para quê tanta instrução, se no final, só faz o que todo mundo faria?”

“O ostracismo tenta fazer o excluído retornar ao grupo diminuído, menos do que ele realmente é.”

“Eles se incomodavam por eu ser tão boa quanto eles. Me pressionavam para, se quisesse ser plenamente aceita, que eu fosse menos do que eu de fato era.”

“Outro dia, eu contava para um colega de trabalho; rapazinho jovem, muito bonito e recém ingresso no setor; sobre minha experiência em uma salsateca muito famosa e badalada da cidade. Expliquei que não tinha gostado do lugar porque esperava um local apropriado para dançar ritmos latinos e caribenhos, afinal, esta é a proposta de lá; no entanto, me vi ilhada em uma mesa, com gente em pé aglutinadas por todos os lados, inclusive nos corredores entre as mesas, se mexendo com sacudidas, sem poder sair do lugar, porque não havia espaço algum para dançar. Obviamente, os proprietários permitiam superlotar o lugar para maximizar ao máximo os lucros, pouco se importando em desfigurar totalmente o ambiente de uma salsateca. Então o jovem colega alegou que se eu fosse a dona que eu faria a mesma coisa, como se fosse algo normal e completamente aceitável. Esse comentário somado à expressão do rapaz de indiferença com relação às condições que relatei do lugar, me chocou muito… Meu Deus, tão recente ainda o episódio da tragédia do incêndio na discoteca em Santa Maria, Sul do país; mas para aquele representante da nossa juventude, o dinheiro justifica sem dramas qualquer abuso do empresário. Um jovem que se formou em Ciências da Computação na Unicamp, toda uma carreira acadêmica e profissional para poucos, mas mesmo com todo este diferencial, tanta preparação e experiência, para no final apenas se conformar em fazer o que, segundo suas palavras, qualquer um faria… Um corpão de academia em uma mente sem anseios por um mundo melhor, um olhar opaco, uma energia desperdiçada, sei que é errado, mas não consegui evitar de sentir pena. Pena dele e de toda a juventude que ele representa, do nosso futuro. Nessa hora eu me sinto mais jovem que estes garotos que pautam a vida por fazer supostamente o que todos fariam. Jovens conservadores e reacionários, defensores do status quo, em um país onde ainda há tanto o que ser feito, mudado e melhorado… Isso, por um instante, me deprime…”

Anúncios

2014 um pouco de Osho

“Os tolos riem dos outros. A sabedoria ri de si mesma.” (Osho)

“Lembre-se apenas de uma coisa: o que quer que esteja fazendo – cortando lenha você pode meditar, ou tirando água do poço você pode meditar – meditação é apenas um silêncio passando por você. Você pode fazer qualquer coisa; somente aquele silêncio perpassando você não pode ser perturbado.” (Osho)

“Qualquer coisa pode ser convertida em meditação porque tudo é concentração.” (Osho)

“Agir sem pensar, é disso que se trata a meditação.”

“No zen, e somente no zen, alguma coisa muito importante aconteceu. Isto é, não há nenhuma distinção entre a vida comum e a vida religiosa; em vez disso, elas foram ligadas. E o zen usa métodos e habilidades muito comuns para a meditação. Isso é tremendamente importante. Porque, se você não usar a vida comum como um método para a meditação, sua meditação estará fadada a se tornar um tipo de fuga.”

“O zen é único porque não existe nenhuma outra religião baseada em anedotas. Elas não são escrituras sagradas; são apenas incidentes que aconteceram.”

“Há milhões de formas de morrer e não viver.”

“A verdade muda continuamente, não é um fenômeno estático (…) Nunca é a mesma (…) É por isso que não pode ser contida em palavras (…) A linguagem é manca. Somente o silêncio pode acompanhar a verdade, de mãos dadas.”

“As igrejas existem porque preenchem uma certa necessidade. A necessidade é que as pessoas não querem fazer nenhum esforço; elas querem expedientes fáceis. A crença é um expediente fácil. O caminho para a verdade é difícil, é uma tarefa penosa (…) Crenças custam muito pouco. Você pode acreditar e permanecer a mesma pessoa. Pode seguir adiante acreditando, e não se exige nenhuma mudança básica em seu padrão de vida. Não exige nenhuma mudança em sua mente e, a menos que sua mente mude, a crença não passa de um brinquedo.”

2014 um pouco de Josy

“Na rodinha de homens só falam de mulher, na rodinha de mulher só falam de homem… Saudades de quando éramos crianças felizes que não ficavam só pensando nisso.”

“Homem quer mulher para se divertir ou para cuidar dele. Eu não estou nem para uma coisa, nem para a outra. Nunca fui de zoeira. E agora, mais do que nunca, preciso mesmo é cuidar de mim.”

“Tem gente que não gosta de gostar, nem de ser gostado.”

“Outro cabelereiro que constata meus cabelinhos brancos de estimação e insiste que eu faça luzes… Deixa eles aí, não me incomodam em nada! Em seguida, uma pergunta tosca: ‘Mas você já fez alguma vez?’, e uma resposta para lá de óbvia: ‘Oras, se acho feio nos outros, por quê raios vou fazer em mim? Parece cabelo de boneca!'”

“A minha história poderia ser a história de muitas meninas, mas a maioria vive só o começo. Do meio para frente, se cansam de dar soco em ponta de faca. Tudo valeu muito à pena, mas teve o seu preço.”

“Nem acredito no que acabei de fazer, mas era o certo… Se o certo fosse fácil, não haveria mérito nenhum…”

“Tudo que é bom para velhinhos é bom para mim.”

“Não entendemos de vinho, somos apenas curiosos.”

“Os homens têm medo de se abrir e acabar levando um NÃO. Têm vergonha da rejeição, então preferem fazer joguinhos e insinuações ao invés de ter uma conversa franca e direta. Detesto joguinhos, são tão fastidiosos… Um pouco entendo que os homens querem se preservar de correrem o risco de acabar sendo esnobados por alguma mulher, mas acho que um cara seguro que sabe o que quer não devia se sentir dimunuído se alguma imatura debochar da coragem dele. Ele devia ter em mente que se isso acontecer, sorte a dele que se livrou de uma qualquerzinha.”

“Li que em algum lugar da Àfrica acreditam que quando uma pessoa é submetida a um sofrimento, isso faz com que a sua alma se afaste do corpo. Dependendo do dano, a alma foge só até alguns metros, mas logo retorna. No entanto, quando é sério, pode fugir a distância de dias, meses ou até anos de caminhada. Também aprendi que não é o braço que desenha, é a mente. Não é a alma alimento da mente? Acredito que uma alma errante pode a qualquer hora encontrar finalmente o caminho de volta para casa.”

“Acredito que milagres existem desde que deixemos espaço para eles acontecerem.”

“Para amizade, ele é perfeito. Gosto de gente assim, que diz o que pensa. Mas para qualquer coisa além, não dá, penso completamente o contrário dele, inclusive os valores são outros.”

“Ele só tinha para me oferecer mais do mesmo.”

“Tínhamos um plano, mas Deus tinha um plano maior.”

2014 um pouco de Josy

“Às vezes precisamos ajudar as pessoas a enxergar o que realmente é importante na vida, inclusive no trabalho. Outro dia minha cliente-usuária estava toda nervosa porque o projeto tinha perdido nosso melhor analista de requisitos. Ela reclamava do novo analista, eu tentava apaziguar a situação explicando que levava tempo para uma pessoa substituir outra no mesmo nível, às vezes a perda é irrecuperável, nunca se consegue alguém à altura, mas tínhamos que buscar meios de conviver com isso. Então perguntei porquê o substituto estava desagradando tanto. Daí ela esbravejou que antes ela nem sabia que existiam o Renato e o André, nossos colegas desenvolvedores, que tratava tudo unicamente com o analista, portanto o pessoal de desenvolvimento era uma caixa-preta. Eu respondi prontamente que então ela devia agradecer pela perda do analista, pois senão ela nunca teria tido a felicidade de poder conhecer nossos adoráveis colegas desenvolvedores. Eles que tantas vezes ficaram até tarde preocupados em resolver um problema porque sabíam que era importante para ela. O Renatinho que é todo tímido, mas que gostava de um rock e tinha ido no show do Pearl Jam. O André, amante dos vinhos, compartilhou tantas dicas incríveis. Que bom que finalmente ela teve a benção de conhecer os seres humanos maravilhosos que trabalham para atendê-la há tantos anos. Eu poderia contar incontáveis ‘causos’ do quanto minha convivência direta diária com eles tinha me agregado na vida. Muitas vezes as chefias querem tratar a área de desenvolvimento como um monte de caixinhas-pretas com perninhas, como se fossem objetos, desumanizando. Concluí que ela devia era agradecer por aquela situação ter-lhe proporcionado tal experiência. Ela se calou por uns instantes e disse: ‘O Renatinho é mesmo um amor, né?’.”

“Em um seminário, eu e um colega pegamos uma fila para pegar um brinde de uma das consultorias patrocinadoras. Quando abrimos o pacotinho, meu colega ficou indignado: ‘Um bloco de notas, não tem nada mais anti-ecológico, pô!’. Achei um pouco exagerada a reação, perguntei porquê ele achava isso. Ele respondeu: ‘Olha quantas árvores foram derrubadas!’. Ele ficou então por 5 minutos folheando o bloquinho, analisando a qualidade da capa e do papel. Então voltou em direção à fila e disse: ‘Vou pegar mais um’. Daí foi que não entendi nada, e retruquei ‘Não é anti-ecológico?’. Ele respondeu: ‘Ah, mas não é para mim não…’. (?!)”

“Quero alguém que me ama. Quero alguém que eu ame. Quero alguém que ele combina comigo e eu combino com ele. Porque só o amor não basta.”

“Não gosto das coisas forçadas.”

“Josi, escuta! São belas as cicatrizes. Tem movimento, são sinuosas… Como lacraias subindo pelas pernas, desenhando curvas, arrepiando os sentidos, tão articuladas…”

“O amor verdadeiro nunca acaba. Com o tempo, ele fica num cantinho, guardadinho, quietinho, onde não faz mal a ninguém.”

“Em um momento crítico em que todo mundo arranjou motivo para fazer o errado, eu fiz a coisa certa, e isso ninguém pode me tirar.”

“O moralismo (não-hipócrita) dificilmente sobrevive à maturidade.”

“Sem o sofrimento, dificilmente aprendemos a dar valor ao que um dia tívemos fácil, e era importante. O problema é que, após adquirir tal sabedoria, dificilmente também se tem outra chance…”

“Nenhum dos dois sabía de nada, estávamos sozinhos nesta descoberta. Um esperava pelo outro e íam assim revesando na dianteira. Um mais que o outro… Os anseios de um éram muito diferentes do outro, ao final não foi nada demais para nenhum. O caminho construído juntos foi mais importante, especial e inesquecível do que o fim da trilha, que foi bobinha, e não foi nem o fim, foi outro começo daquela brincadeira de tatear no escuro sem medo de bicho-papão.”

“Ela nem se preocupava com ele, achava que ele sabia de tudo. Ele pensava que se preocupava com ela, mas no fundo estava mesmo era preocupado consigo mesmo.”

“‘Não vou ficar de braços cruzados esperando!’. ‘Ok… Mas precisa ficar de perna aberta?’.”

“Não é o comércio que vai me dizer o dia de visitar e comprar presente para minha mãe.”

“Existe uma valorização do que é difícil, independente de ser relevante e útil.”

“Eu não cabia naquela cidadezinha. Eu queria conhecer o mundo.”

“Sou um espírito livre.”

2014 diversos

“Precisamos ter o cuidado de não confundir a criação de uma obra de arte com habilidade ou perícia manuais. Mesmo o objeto mais esmerado não merece a designação de obra de arte, a não ser que envolva um salto imaginativo.” (H. W. & Antony E. Janson)

“Quem olha para fora, sonha; quem olha para dentro, desperta.” (Carl Jung)

“Um dia sem sorrir é um dia desperdiçado.” (Charles Chapin)

“As pessoas estão vivendo uma vida enlatada.” (Henrique Oliveira)

“São Paulo está se tornando uma cidade, São Paulo é como uma adolescente que está com o corpo grande, mas ainda não sabe muito como lidar com ele.” (Mauro Munhoz)

“Se misturar tudo que é bom e divertido, dá certo.” (Sig Bergamin)

“Não tive filhos. Não transmiti a nenhuma criatura o legado da nossa miséria.” (Machado de Assis)

“Você não é a pessoa que faltava na minha vida, e sim a vida que faltava na minha pessoa.” (Flavio)

“No serviço público, há os que servem, os que não servem, e os que não prestam.” (Júlio)

“Quem não sabe o que procura, não entende o que encontra.” (Kant)

“Saudade é solidão acompanhada.” (Neruda)

“O correr da vida embrulha tudo. A vida é assim: esquenta e esfria, aperta e daí afrouxa, sossega e depois desinquieta. O que ela quer da gente é coragem.” (Guimarães Rosa)

“O mundo do ser humano é do tamanho dos seus conceitos.” (Carlos Mathus)

“Não há nada de errado com aqueles que não gostam de política, simplesmente serão governados pelos que gostam.” (Platão)

“Todo universo para a gente se perder / Não foi suficiente, olha e vê / Fez a minha órbita / Passar rente de você / E a tua gravidade me prender.” (Lulu Santos)

“Me encanta esta teatralidade do barroco, essa ideia de horror ao vazio, muita intensidade, muita paixão, parece uma jóia carnívora que absorve tudo, que absorve todas as culturas.” (Adriana Varejão)

2014 um pouco de Josy

“Achei que eu fosse de outro tempo, mas agora acho que sou de outro planeta.”

“Eu pensava que minha vida tinha ficado parada em outro tempo, mas agora vejo que ficou foi em outro planeta.”

“Às vezes tenho a sensação que já concluí minha missão neste mundo e que a qualquer momento a morte pode vir me visitar. E não sinto medo.”

“Gosto do cara que não fica tentando agradar, que aceita o risco de ser ele mesmo, que ‘conquistar por conquistar’ não seja o mais importante.”

“Como me cansa esses bajuladores sem opinião e sem vontade própria, que morrem de medo de contrariar, que são tão ‘perfeitos’ quanto são de chatos… Até para amizade eles são tediosos.”

“Se você for você mesmo e a outra pessoa não gostar, é porque ela não combina com você; quanto antes descobrir isso, melhor!”

“Como estou? Separada, endividada, e viva!”

“O amor verdadeiro não acaba nunca. No máximo, ele fica quietinho, guardado em um cantinho, onde não faz mal a ninguém.”

“Às vezes pode acontecer de ter o privilégio de encontrar uma alma irmã, daí emana um amor muito forte… Mas o amor só não basta. Nem toda mente decide fazer o que a alma clama. A mente tem seus medos, seus preconceitos, sua moral, suas regras de conduta. A alma tem outros anseios… Uma mente pode decidir ignorar sua própria alma para sempre… E outra mente pode, ao contrário, decidir alimentar sua alma. Assim, mesmo irmãs, nunca vão se entender…”

“Dizem que existe uma tribo de índios norte americanos que acreditam que quando uma criança sofre, a alma dela foge para longe do corpo. Quanto maior o sofrimento, maior a distância. Acho que isso também acontece com os adultos. Acho que foi isso que aconteceu com ele por seus duros anos, a alma foi para longe e ainda hoje, passado tanto tempo, ela não tomou confiança suficiente para voltar para casa completamente. É a alma que desenha. Quando ela voltar, ele vai recuperar sua habilidade.”

“A alma é a guardiã de todas as habilidades artísticas.”

“Eu não sei se alma tem fundo, mas se tiver, eu o amei do fundo da minha alma.”

“Não é fácil viver nem fora nem dentro da matrix.”

2014 um pouco de Osho

“O zen nasceu na Índia, cresceu na China e floresceu no Japão.” (Osho)

“A tristeza, de algum modo, tornou-se religiosa. (…) A doença tem uma religiosidade (…) porque uma pessoa doente é triste. (…) Assim, as pessoas religiosas têm tentado de muitas formas fazer você se sentir doente: incentivam o jejum, oprimem seu corpo, torturam você. (…) A risada tornou-se uma prece apenas no zen, porque Mahakashyapa começou (…) uma nova tendência (…), ele riu. Ele riu da tolice, da estupidez. E Buda não o condenou; ao contrário. (…) A mente dirá que isso é desrespeito. A mente tem suas regras, mas o coração não as conhece. (…) O coração pode rir e ser respeitoso. (…) Somente os mestres do zen, os discípulos do zen, riem. Por todo o mundo, as religiões ficaram doentes porque a tristeza se tornou proeminente. Os templos e as igrejas parecem cemitérios (…), as pessoas permanecem com os rostos entristecidos. (…) Não é de admirar que ninguém seja atraído pela igreja. A religião tornou-se um programa de Domingo. Durante uma hora você consegue aguentar ficar triste. (…) As outras pessoas pensaram que Mahakashyapa fosse um bobo, rindo diante de Buda. Mas Buda achou que esse homem tinha se tornado sábio. Os bobos têm sempre uma sabedoria sutil, e os sábios sempre agem como bobos.”

“Sua vida inteira Buda passou dizendo que a verdade não pode ser dita, e ainda assim as pessoas esperavam que ele falasse.”

“As piadas transmitem mais do que qualquer escritura.”

“O silêncio e a risada são a chave – silêncio dentro, risada fora.”

2014 um pouco de Josy

“Ao longo da vida as pessoas passam por uma infinidade de situações: algumas dolorosas, outras humilhantes, outras revoltantes, e isso tudo vai se acumulando. Há também grandes momentos de pura alegria e prazer, mas estes não marcam como os outros. Daí, quando chegam a certa idade, as pessoas tem uma bagagem de amargura maior do que de sabedoria. O pior é constatar que as pessoas estão se amargurando cada vez mais cedo. O medo de abrir o coração já é epidemia entre os jovens.”

“Se eu sofri com o fim de um relacionamento é porque, mais do que tristeza, eu vivi momentos muito felizes, é por estes momentos que o fim é tão difícil. Mas o que eu vivi é meu para sempre!”

“Não sou uma, sou muitos.”

“O casamento foram 7 anos que senti minha vida se ampliar. Depois 5 anos que me esforcei para não permitir que ela se limitasse.”

“A gentileza é diferente de bajulação.”

“Em casos de vida ou morte, é o meu cérebro reptiliano quem domina e resolve. Não vejo nada.”

“Uma alma forte não permite que o ostracismo mude suas atitudes, estilo e pensamento.”

“Sou latina, sou ibérica, sou americana, sou tupi, sou pirata, sou atlântica, sou bizantina.”

“Você nunca fez algo que achava certo, mas que todo mundo à sua volta considerava errado?”

“Dois colegas de trabalho me contaram que iam aproveitar o horário de almoço para ir até a 25 de março para comprar fantasias de carnaval para suas crianças. Fiquei admirada porque as crianças ainda estavam no berçário! Então um deles me explicou que a creche na verdade tinha orientado os pais a usar a criatividade para fantasiar as crianças com coisas que já tem em casa, para junto da criança ter uma atividade com finalidade pedagógica, e sem precisar ficar gastando muito tempo e dinheiro com isso. Mas no ano anterior, só o bêbe dele tinha seguido esta linha, os outros estavam todos com fantasias compradas em lojas especializadas. Então ele e a esposa ficaram com pena (?!) e receio do bêbe se sentir diferente (?!), então este ano também iam abandonar a proposta pedagógica e providenciar uma fantasia de loja. Achei curioso este raciocínio, pois desde muito pequenas as crianças recebem esta mensagem que ser diferente é feio, vergonhoso, que fazer algo artesanalmente criativo é bobagem, e que o que realmente importa é ter o dinheiro para comprar tudo pronto e igual os outros. Eu particularmente acho triste, porque quando eu era criança cheguei a ganhar dois concursos de melhor fantasia de halloween na escola onde estudava inglês. No primeiro ano fiquei em segundo lugar com minha fantasia de vampira, e no segundo ano me empolguei e levei o primeiro lugar com a fantasia de morte, com foice feita com cabo de vassoura e isopor coberto com papel laminado. Todas as fantasias eram bem mais legais do que estas de loja, as crianças aprendiam a resolver problemas de maneira inovadora e trocávamos dicas de como fazer isso ou aquilo. Agora, o consumismo destrói as mentes de pais e filhos.”

 

2014 um pouco de Josy

“Essa é a graça da bolha: a bolha só existe de fato depois que estoura, enquanto está só inflando é difícil saber no que vai dar. Mas uma coisa é certa: quando todo mundo acha que não tem bolha, é porque pode ter bolha. Por outro lado, quando todo mundo acha que tem bolha, é porque não vai mais ter bolha, pois a própria expectativa geral de bolha trata de murchá-la. O medo da bolha é um medo bom.”

“O amor só não basta.”

“Acredito muito no fator indivíduo.”

“Quando há uma comunhão de almas neste nível de profundidade, você sabe como ninguém como encher o coração do outro de alegria. O problema é que o contrário também é verdadeiro; você também sabe como ninguém como ferí-lo do pior modo.”

“Quando se tem um poder, mesmo que destrutivo, é difícil resistir à tentação de utilizá-lo.”

“Quando duas pessoas que têm o dom de enxergar além da superfície, estão dispostas a se abrir uma para a outra, ocorre uma experiência surreal.”

“Considerando a idade que tínhamos, até que erramos pouco.”

“Eu não espero que meus amigos tenham qualquer obrigação comigo. Do mesmo modo, eu também não faço nada forçado com relação à eles. Uma amizade sincera devia ser livre de outros interesses.”

“Se fosse para namorar alguém interessado na minha aparência, eu já teria encontrado alguém faz tempo. Mas estou interessada em alguém que esteja interessado em mim.”

“Tem gente que não gosta de ser gostado.”

“Ele é muito alemão, e muito japonezinho, por isso não entende. Para um italiano é a coisa mais normal do mundo relativizar as regras.”

“Se o amor aprisiona, prefiro não ser amada nunca.”

2014 diversos

“Cada um faz o que bem entende e arca com as consequências depois, isso se chama vida.” (Rosana Hermann)

“São Paulo é a selva onde eu consegui ser livre.” (Danny Dantas)

“São Paulo não pode parar porque não tem estacionamento.” (Regina Casé)

“Cada pintor tem sua luz.” (Patrone)

“São Paulo é uma cidade onde coexistem todas as tribos urbanas. A falta de personalidade se transformou na personalidade da cidade.” (Isay Weinfeld)

“Não faço auê, não faço carnaval, não faço social com os fãs. Eu sou paulista, meu amor.” (Alessandra Negrini)

“A tranquilidade não é o mesmo que a solidão.” (Clarissa Pinkola Estés)

“Comecei a viagem ao Brasil em Porto Alegre, experimentei o sul germânico, aí fui para São Paulo e experimentei a loucura.” (Alain de Botton)

“Aqui em São Paulo as pessoas falam pegando, achei estranho.” (James Franco)

“São Paulo não ficou européia, nem americana, nem brasileira.” (Décio Pignatari)

“A São Paulo que fala dois pastel e acabou as ficha é um horror. Não acredito que o fato de ser uma cidade com grande número de imigrantes seja uma explicação suficiente para esse português esquisito dos paulistanos. Na verdade é inexplicável.” (Pasquale Cipro Neto)

“Nunca pedia a Deus para ele voltar, o que eu sempre pedia era o que fosse o melhor para mim.” (Meire)

“Todos os preconceitos têm como meta final a reserva de mercado.” (Fernando M.)

“Como a mulher sabe que perdoou? Você passa a sentir tristeza a respeito da circunstância, em vez de raiva. (…) Pena da pessoa em vez de irritação. (…) Você não quer nada.” (Clarissa P. Éstes)

“Para funcionar organicamente, basta simplificar, aproximar-se mais das sensações e dos sentimentos, em vez de intelectualizar.” (Clarissa P. Éstes)

“A dependência é qualquer coisa que esgota a vida, dando a impressão de que a torna melhor.” (Clarissa P. Éstes)